Notícia Cufa 




13/03/2019 - Economia

CUFA e Celso Athayde realizam primeira ação da Uber em uma favela no mundo, instalando parklets do aplicativo em Heliópolis

Parklets da Uber ficam em Heliópolis e agora os moradores do território estão com mais facilidade para utilizar os serviços da UBER

A Central Única das Favelas (CUFA) anunciou, nesta terça-feira, em Heliópolis, uma parceria com a Uber que promete causar bastante impacto da região. Parklets foram instalados no local, estabelecendo a primeira vez que a Uber se faz presente em uma favela no mundo.

 

O objetivo é garantir maior e melhor acesso da população local à plataforma de mobilidade, estimular os moradores a aproveitarem as oportunidades de trabalho que o aplicativo oferece e, assim, desenvolver o empreendedorismo local e ao mesmo tempo melhorar a mobilidade da favela.

 

A iniciativa aconteceu por meio do trabalho de duas empresas do grupo Favela Holding, conjunto de empresas voltadas para ações sociais que tem como CEO o executivo social Celso Athayde, as duas são a InFavela, agência de live marketing, e a Comunidade Door, responsável pela instalação de outdoors em favelas. A CUFA é a principal parceira social da Favela Holding.

 

A CUFA realizou todo o mapeamento no território em Heliópolis e em outras favelas de São Paulo, e a InFavela foi a responsável pela instalação do parklet no território. A Comunidade Door foi responsável pela campanha de instalação de placas anunciando a ação na comunidade.

 

Por meio da parceria, equipes da CUFA e da Uber realizaram uma série de reuniões com lideranças e instituições de Heliópolis para entender as principais demandas da região. Foram identificadas inicialmente duas necessidades principais: melhorar a experiência das pessoas que querem utilizar o aplicativo e apresentar para os moradores novas oportunidades para geração de renda, seja dirigindo com a Uber, fazendo entregas ou empreendendo com o Uber Eats.

 

"Precisávamos de um parceiro que pudesse nos ajudar nesse projeto de levar oportunidades para as pessoas de Heliópolis de forma simples, colaborativa e inclusiva, e que ao mesmo tempo conseguisse nos ajudar a causar um impacto positivo sobre a mobilidade do dia a dia. A Uber foi uma escolha lógica, porque é uma empresa que pode colocar a sua tecnologia a esse serviço e desenvolver com a gente uma série de projetos e iniciativas de longo prazo", afirma Celso Athayde, fundador da CUFA e CEO da Favela Holding.

 

São 4 pontos de embarque em locais de fácil acesso e que ficam a, no máximo, 7 minutos de caminhada de qualquer local da comunidade. Nas rodas de conversa com representantes da favela, identificou-se que erros nos mapas digitais, aliados a ruas estreitas, faziam com que a experiência de pedir um carro na comunidade não fosse satisfatória.

 

"Inserimos no aplicativo uma tecnologia que orienta o usuário para os pontos de embarque, a partir do momento que ele solicita a viagem. Ele poderá escolher um dos quatro pontos no próprio aplicativo e caminhar até o local para encontrar o motorista parceiro. Assim, melhoramos a experiência e tornamos o serviço acessível para todos", afirma Fabio Plein, gerente geral da Uber para São Paulo.







CUFA 2019 - Central Única das Favelas. Todos os direitos reservados.
Para entrar em contato conosco: midia@cufa.org.br