CUFA lança Mães da Favela 2021

Programa mega premiado em 2020 solicita o apoio da sociedade, para suprir os impactos da pandemia em mulheres moradoras de favelas

 

 

Depois de causar imenso impacto social e ser amplamente premiado, em 2020, o programa Mães da Favela, idealizado pela Central Única das Favelas (CUFA), entra em uma nova fase, na próxima segunda-feira, dia 1º de março, com o nome Mães da Favela 2021 e o objetivo de mobilizar a sociedade a auxiliar as mães solos de favela no enfrentamento dos impactos da pandemia, que estão muito fortes, no momento.

 

No início da pandemia, os voluntários, colaboradores e parceiros da instituição trabalharam, incessantemente, para suprir as necessidades dessas moradoras de favela, acreditando que no final do ano a situação estaria mais controlada.

 

No último mês de janeiro, a diretoria nacional da CUFA fez uma reflexão, onde se chegou à conclusão que, mesmo com a vacina, a pandemia ainda está muito longe do fim, logo, os problemas que a acompanham também.

 

“A favela sempre foi isolada socialmente. A pandemia escancarou isso. Logo, queremos voltar com a mobilização do Mães da Favela a todo vapor. Mas, para isso, a sociedade tem que vir junto com a gente, como veio anteriormente, para contemplar o máximo de mães de favela possíveis, que não podem esperar”, explicou Preto Zezé, presidente nacional da CUFA.

 

O programa Mães da Favela contempla com uma bolsa de R$ 240 mensais as mães solo moradoras desses territórios. No ano de 2020, cerca de 1,3 milhões de famílias foram atendidas, impactando mais de 5,5 milhões de pessoas, entregando quase 20 toneladas de alimentos e mobilizando quase R$ 170 milhões, em mais de 5 mil favelas de todo o Brasil. 

 

 

Faça a sua doação através do site:

 

https://www.maesdafavela.com.br/doar

 

Pela Nossa Conta: 

CUFA - Central Única das Favelas 

CNPJ:06.052.228/0001-01

Bradesco

Ag.: 0087

C/C: 5875-0

Ou através da nossa Vakinha Virtual acessando este link abaixo:
http://vaka.me/1758793

 

Sobre a CUFA:

A CUFA promove atividades nas áreas da educação, lazer, esportes, cultura e cidadania, como grafite, DJ, break, rap, audiovisual, basquete de rua, literatura, além de outros projetos sociais. Além disso, promove, produz, distribui e veicula a cultura hip hop através de publicações, discos, vídeos, programas de rádio, shows, concursos, festivais de música, cinema, oficinas de arte, exposições, debates, seminários e outros meios. São as principais formas de expressão da CUFA e servem como ferramentas de integração e inclusão social.

Entre os principais projetos da instituição destacam-se o Hutúz Rap Festival, maior evento de hip-hop da América Latina, a LIBRA, Liga Internacional de Basquete Rua, e a Taça das Favelas, maior campeonato de futebol entre favelas do mundo.

 

Durante a pandemia do Covid-19, com o intuito de amenizar as dificuldades que os moradores de favela enfrentam, por conta do isolamento, a instituição criou o CUFA Contra o Vírus, que arrecada doações de mantimentos e distribui para moradores de mais de 5 mil favelas de todo o Brasil; e o Mães da Favela, que contempla com uma bolsa de R$ 240 milhões mulheres moradoras desses territórios, que chefiam os seus lares.